Em 2019, Mongaguá recebeu do Governo do Estado a chancela de capital cultural. O reconhecimento é resultado dos investimentos da Prefeitura de Mongaguá em cultura, com uma política sólida nas áreas de formação, difusão e fomento. 
Nos últimos anos, o município investiu massivamente na manutenção e ampliação da oferta de espaços culturais diversificados e descentralizados, democratizando o acesso à cultura tanto no centro quanto na periferia. 
Entre os destaques estão as obras de modernização do Centro Cultural Raul Cortez – Teatro Sala Ronaldo Ciambroni, acessível e multiuso e do Centro de Oficinas Culturais, um espaço de 800m².

“Nos últimos anos, o município investiu massivamente na manutenção e ampliação da oferta de espaços culturais diversificados e descentralizados, democratizando o acesso à cultura tanto no centro quanto na periferia.”

No Bairro Agenor de Campos, o mais populosos da cidade, está localizado o Centro Cultural Antônio Pires de Abreu, que abriga Oficinas e o Polo do Projeto Guri, onde são atendidas 300 crianças. Na área central, o Centro Eventos e Exposições Itapoã recebe eventos de cunho sociocultural e a Praça Dudu Samba, espaço para eventos de até 80 mil pessoas é o palco para as grandes festas e festivais.
As principais linguagens artísticas atualmente desenvolvidas e que contam com Corpos Estáveis são: Música – Orquestra de Violões, Coral Da Oficina do Centro Cultural Raul Cortez, Fanfarra Municipal Mongaguá, Projeto Guri; Dança – Dança de Rua, Dança do Ventre, Escola de Ballet, Dança de Salão; Artes Plásticas – Desenho, Pintura em Tela, Técnica Artesanal em Vidro; Artes Cênicas – Iniciação teatral. 
As Oficinas e Corpos estáveis envolvem mais de 3 mil famílias. Já o cenário da produção cultural independente se manifesta em diversos grupos de cultura tradicional, bandas de vários estilos, coletivos de artes visuais e artes performáticas, associações de artesanato e culinária que movimentam a Economia Criativa do município em festas,feiras e festivais.
Para Mongaguá, receber a Virada SP terá um impacto positivo, não só no município mas em toda a região da baixada. O evento é uma oportunidade única para que talentos locais e regionais se apresentem de forma profissional e alcancem destaque, fortalecendo a cena da produção cultural da região. Além disso, a Virada SP vai democratizar o acesso a diversidade cultural do Estado para os moradores e turistas do litoral.

siga nossas redes