Virada SP traz variedade de estilos com Paulinho da Viola, Melim e Mundo Bita em São José dos Campos

A Virada SP, que acontece nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, com 24 horas de programação artístico-cultural 24 horas sem parar, traz para São José dos Campos atrações que vão agradar todos os públicos. Paulinho da Viola, Melim, Rael, Karina Buhr, João Donato, Bixiga 70, 509E, Nervosa, Mundo Bita e Stanley Jordan já estão confirmados.

Paulinho da Viola, Melim, Rael, Karina Buhr, João Donato, Bixiga 70, 509E, Nervosa, Mundo Bita e Stanley Jordan já estão confirmados.

Os mais de 15 espaços culturais, entre parques, museus, teatros, casas de cultura e mercado, serão embalados simultaneamente por sons de rock, samba, jazz, blues, MPB, rap e infantil. Os espaços que vão receber as atrações da Virada SP são o Galpão Altino, os parques da Cidade e Vicentina Aranha, o Mercado Municipal, o Museu de Arte Sacra, o Teatro Municipal, o Cine Teatro Benedito Alves, o Centro da Juventude, as casas de cultura Flávio Craveiro e Eugênia da Silva, o Cine Santana, o Deck de Anchieta, a Praça Afonso Pena e o Museu Municipal.

A Virada SP é uma realização da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do programa Juntos Pela Cultura, com execução da organização social Amigos da Arte, e da Prefeitura de São José dos Campos, por meio da Fundação Cultural Cassiano Ricardo.

Capital cultural

Depois de ter participado do edital para trazer de volta a Virada SP para São José dos Campos, que não acontecia desde 2015, a cidade recebe do Governo do Estado a chancela de “Capital Cultural”. O reconhecimento é resultado dos investimentos da Prefeitura de São José dos Campos e da Fundação Cultural Cassiano Ricardo, com uma política sólida nas áreas de formação, difusão e fomento. São José dos Campos concorreu com 60 municípios com mais de 150 mil habitantes. A retomada da Virada SP cumpre com o plano de governo da atual administração municipal.

Sobre a Amigos da Arte

A Amigos da Arte é uma Organização Social (OS) de Cultura que trabalha em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e iniciativa privada desde 2004. Música, literatura, dança, teatro, circo e atividades de artes integradas fazem parte da atuação da OS, que tem como objetivo difundir a produção cultural por meio de festivais, programas continuados e da gestão de equipamentos culturais públicos como o Teatro Sérgio Cardoso e o Museu da Diversidade Sexual, ambos na capital de São Paulo, e o Teatro Estadual de Araras.